Papo com BALADEIRA: histórias do futebol em Elesbão Veloso.

Por: José Loiola Neto/Esporte Local

Abaixo alguns relatos do ex-lateral esquerdo, historiador do futebol elesbonense, Francisco Nunes, o BALADEIRA:

>> A primeira Copa Cidade de Elesbão Veloso foi realizada em 1989, tendo o Bolonha como campeão. Final contra o Grêmio da Várzea Alegre ou Grêmio do Sinval Holanda.

>> A segunda Copa Cidade foi disputada em 1990, novamente teve o Bolonha campeão. Na final, o time que tinha comando técnico de Gonçalo Moura venceu o Colorado do Cícero do Cabana.

>> Em 1983, o Grêmio Elesbonense(base da Seleção de Elesbão Veloso) vence o campeonato municipal, ao derrotar o Bangu por 2x0 em jogo disputado no Nogueirão.

>> O Grêmio Elesbonense ficou 29 partidas invicto, jogando torneios locais e amistosos aos arredores de Elesbão Veloso e contra equipes da capital. A invencibilidade foi quebrada pelo Colorado do Rui Lima e que tinha no seu elenco também o ex-centroavante Aníbal Lemos. 

>> Em um amistoso entre Grêmio Elesbonense e Leão XIII de Teresina, o atleta Pôta, de Francinópilis marca o único gol do jogo, um golaço, vitória de 1x0 sobre o time da capital, que tinha ninguém menos que Hindenburgo no gol. Pôta foi ovacionado e o gol até hoje é lembrado.

>> Na metade da década de 1970, o Botafogo do Manoel Brasil de Teresina jogou amistoso em Elesbão Veloso contra o famoso Grêmio Elesbonense. "O Botafogo fez 1x0 no 1º tempo. No segundo tempo colocaram o Gilvan e o Arnaldinho(in memória) e o Grêmio virou o jogo, empolgando a grande torcida".

>> Bolão no futebol local. Emídio Rodrigues(in memória), que jogava pelo Grêmio fazia os bolões.

>> Zé Luis Moreira e João Soares eram pessoas influentes no futebol elesbonense. "O João Soares apoiava bastante o filho dele, o lateral Idê".
Postagem anterior
Próxima postagem
Notícias Relacionadas

0 comentários: